Pesquise no blog

rss Talvez você ainda não esteja recebendo nossa newsletter por e-mail,
curtindo nossa página no Facebook, ou nos seguindo no Twitter.

Reflexão

O Bambu Chinês



Depois de plantada a semente deste incrível arbusto, não se vê nada, por aproximadamente 5 anos – exceto o lento desabrochar de um diminuto broto, a partir do bulbo.

Durante 5 anos, todo o crescimento é subterrâneo, invisível a olho nu, mas… uma maciça e fibrosa estrutura de raiz, que se estende vertical e horizontalmente pela terra está sendo construída.

Então, no final do 5° ano, o bambu chinês, cresce até atingir a altura de 25 metros.

Um escritor de nome Covey escreveu:
"Muitas coisas na vida pessoal e profissional são iguais ao bambu chinês. Você trabalha, investe tempo, esforço, faz tudo o que pode para nutrir seu crescimento, e, às vezes não vê nada por semanas, meses, ou anos. Mas se tiver paciência para continuar trabalhando, persistindo e nutrindo, o seu 5° ano chegará, e, com ele, virão um crescimento e mudanças que você jamais esperava…”.

O bambu chinês nos ensina que não devemos facilmente desistir de nossos projetos, de nossos sonhos. O nosso trabalho, especialmente, é um projeto fabuloso que envolve mudanças de comportamento, de pensamento, de cultura e de sensibilização.

Tenha sempre dois hábitos: persistência e paciência, pois você merece alcançar todos os seus sonhos!!!

A verdade é que a certeza precisa ser interna, é preciso acreditar que o melhor está sendo feito, que cada dia é importante, que cada dúvida merece uma resposta cuidadosa, cada descoberta tem a sua importância, cada discussão seu objetivo, cada queda seu aprendizado.

Assim como a raiz do bambu, quase invisível aos olhos nos primeiros anos... mas a certeza de que a base está sendo nutrida, bem formada, cuidadosamente...carinhosamente...conscientemente!

“É preciso muita fibra para se chegar às alturas e, 
ao mesmo tempo, muita flexibilidade para se curvar ao chão”.

TRABalhe e persista!
TRABalhe e seja paciente!
O 5° ano vai chegar!
Bjs!



Comentários
0 Comentários

Você pode ser a(o) primeira(o) a comentar, não pode?!

Estou curiosa para ver sua opinião aqui neste espaço!